05/11/2018

Preciso ser eu, do jeito que eu preciso ser.


É tão difícil escrever sobre mim, pois quando escrevo não consigo me esconder. Sou apenas eu, comigo e com os meus sentimentos mais sinceros. Eu quis por muito tempo me esconder, não permitir que me conhecessem verdadeiramente, mas o querer é muito diferente do conseguir. Me conhecer é uma tarefa difícil e na maioria das vezes, ninguém quer. Ninguém quer te conhecer por completo, por inteiro, pois conhecer alguém por inteiro implica em conhecer os seus detalhes, os seus erros, as suas manias. Até a página dois tudo é muito bonito, como a princesa que se vestiu magicamente para ir ao baile e conhecer o seu príncipe encantado. Se você continuar lendo saberá como terminou este dia, com um sapato e um amor perdido. O príncipe precisou de coragem para encontrar a princesa perdida. E ela precisou de coragem para deixar de se esconder. Não é fácil abrir o seu coração e o seu ser. Só a gente sabe como realmente somos, das angústias e dos medos que carregamos. Escrevo sobre angústias e medos, pois compartilhar felicidade e amor é fácil e muito receptível. Difícil mesmo são as suas dores e se deixar transbordar quando já não se cabe mais. E mesmo sendo tão difícil escrever sobre mim eu não o deixo de fazer, pois eu necessito conhecer-me. E necessito expressar-me, dizer quem eu sou, pedir que me aceitem e me permitam transbordar quando necessário. Preciso ser eu, do jeito que eu preciso ser. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, selecione a opção NOME/URL caso não queira que o seu comentário fique anônimo.

Todos os comentários aguardam por aprovação, assim posso responder e ler todos eles. Volte sempre e muito obrigada por estar comentando!