18/02/2016

Hoje eu quero falar sobre o amor


Hoje eu quero falar sobre o amor. O sentimento mais estranho e ao mesmo tempo o mais bonito. Faz a gente chorar de alegria e também de tristeza. O sentimento mais adorável e ao mesmo tempo detestável. O amor que faz a gente ficar sem dormir ou querer dormir o dia todo. Faz a gente perder a fome, comer como loucos, rir sem parar, não rir, falar e não falar. O amor que chega sem avisar. Abre a porta, senta e se sente em casa. Quando resolve ir embora, causa estrago. Amor que faz a gente ver as coisas por um outro lado, o lado da importância. Cuidar, proteger, estar perto. O amor que causa arrepios. Amar é muito mais do que só amar, é viver uma outra vida dentro de sua própria vida. É mais simples do que parece. É a junção de dois corações, dois sorrisos, duas lágrimas, duas cores, duas vidas. Simples é o amor, que não pede nada a não ser para ser amado, cuidado, protegido. Amor este que não mede esforços para conseguir um sorriso, que caminha com os dedos entrelaçados e sorri quando o vento bate bagunçando todo o cabelo. Amar é começar a perceber a demora dos segundos, o cheiro do perfume, a diferença entre ir e não ir e o significado da saudade. Por mais duro que seja o amor, ele sempre vale a pena, ele sempre faz sorrir.

Este foi o primeiro texto compartilhado aqui no blog, resolvi postar novamente em busca de uma inspiração para continuar.