01/12/2015

Entre o medo e o amor, eu escolho o amor

Tenho medo, mas tenho amor e o meu amor é maior do que todas as coisas ruins que já escrevi. 


Tenho tanto medo que você me deixe e essa história acabe tendo um ponto final enquanto deveria apenas estar começando com uma letra maiúscula o nosso "era uma vez". Tenho tanto medo da vida me tirar os sonhos que tenho guardado aqui dentro do meu coração e que ainda não te contei. Tenho tanto medo de não sorrir ao seu lado com a nossa piada sem graça que só a gente entende. Tenho tanto medo de me ver sozinha, imaginando como seria bom estar com você. O medo é nosso pior inimigo quando o assunto é o amor. O medo nos priva, nos faz fracos e vulneráveis. O medo faz com que esqueçamos do quão longe já fomos. Tenho tanto medo de sentir o meu coração vazio outra vez. Tenho tando medo de um dia esquecer como é amar, como é sorrir com o canto da boca no meio de uma conversa séria, como é te abraçar depois de um dia inteiro de trabalho. Tenho tanto medo de você me esquecer. Tenho medo de me inundar de tristeza no meio da noite e esquecer das coisas boas que já vivi. Tenho medo, mas tenho amor e o meu amor é maior do que todas as coisas ruins que já escrevi. Tenho medo, mas tenho fé. Tenho fé na vida e tenho fé no amor. E quando acreditamos no amor, nada mais importa e ele se transforma. Se transforma em algo maior do que poderíamos imaginar. Entre o medo e o amor, eu escolho o amor. E sempre escolherei amar.